Archive for junho, 2007

ônibus.

junho 27, 2007

cabelos loiros ondulados, até o meio das costas, artificial, mas ainda assim conseguindo ser bonito. uma pele branca, mas não causasiana, apenas clara. bronzeada. usava uma blusa preta e um jeans azul metálico que. MEU DEUS, QUE RABO LINDO! e eu evitava olhar, mas meus olhos eram atraídos para aquela perfeição rabal, um verdadeiro monumento. e eu só tive vontade de levantar e dizer: “gata, preciso da sua bunda.” mas acho que não seria algo muito politicamente correto de dizer. além do mais, as garotas não gostam de quem chega nelas chamando de gata. enfim, encarei aquela bunda linda. então, num momento de distração, percebi um velho que me secava. me secava com seus olhos bem abertos no meio de sua cara chupada. e eu tentei ignorar. tentei ignorar. tentei voltar para a bunda, mas alguém estava cobrindo a minha visão do céu. voltei para meu livro.

Anúncios

mais um de amor.

junho 20, 2007

“acabou! vou me livrar de uma vez por todas das drogas.”
“drogas!? mas eu não sabia que você usava drogas. por que nunca me disse?”
“como não? e toda vez que eu dizia que estava amando?”
“…”
“só tem um probleminha…”
“qual?”
“é que para essa droga ainda não achei uma clínica de desintoxicação.”

Amor.

junho 5, 2007

“Cara, eu amo aquela mulher!”
“Porra cara, mas já?”
“Como assim, já, cara? Demorou 19 anos para eu amá-la”